sábado, 27 de junho de 2015

Catalogando filmes e organizando colares #CurtiCompartilhei 3

Filmow  é uma rede social de filmes e séries. Talvez você até já conheça. Sendo cadastrado ou não, você pode acessar todas as páginas de filmes, séries e novelas e obter informações sobre o elenco, trailers. Com um perfil você cataloga  os filmes que você já viu, marca os filmes que quer ver, avalia, favorita, comenta sobre eles, lê os comentários de outras pessoas a respeito dos filmes. Fiz uma conta no início do ano por sugestão da minha amiga Rogéria, mas só agora que estou usando. 


O meu perfil é esse, se quiser visitar: http://filmow.com/usuario/Claudia_Pinto/


A Lu Aragão postou um vídeo sobre como ela organiza os colares, adorei, queria muito fazer um igual.




 Mas como eu queria colocar dentro do meu armário, não estava dando certo colocar a tela, pois tem uma madeirinha passando no meio da lateral do móvel, atrapalhando o caimento dos colares, então resolvi por os ganchos na própria madeirinha e adorei o resultado. 



Agora está bem mais prático escolher um colar, antes eles acabavam se embolando um no outro dentro da gaveta.

Venha participar da nova blogagem coletiva semanal da Fernanda Reali, a #CurtiCompartilhei. 

Compartilhe com a gente alguma coisa que chamou sua atenção. Um livro, uma palestra, uma notícia, um post, um produto,um lugar, alguma coisa que você tenha feito.


Bora?

sábado, 20 de junho de 2015

Se não for agora, então quando? #CurtiCompartilhei 2





"Procure ocupar sua mente com coisas edificantes, para esquecer o que com frequência te faz sofrer."
Eduarda Yarin Silva

Cada um de nós tem uma história. Algo que nos angustia, nos preocupa. Mas se não ocuparmos nossa mente com coisas saudáveis, com certeza viveremos num loop infinito de sofrimento. Temos que dar um tempo para a nossa mente respirar, para ela não falhar.

O que me faz espairecer é um bom filme, papo com as amigas e o artesanato. Ele (o artesanato) me deixa offline por um bom tempo. Ele faz a minha mente respirar.

Fiz um quadrinho simples, mas amei tanto. Eu estava navegando pela internet à procura de uma imagem para enquadrar e por na minha mesa de cabeceira, vi tantas que fiquei na dúvida, até que resolvi fazer algo, ia me distrair e ter "minha assinatura.". Nada de diferente, mais fui eu quem fiz.

Usei um papel de presente que eu tinha, uma quadrinho que estava guardado, um pedaço de papel cartão e cola.





Eu fiz essa topiaria, se quiser sabe como é, clica aqui. Forrei essa cúpula, tem um post aqui. E pintei esse vidro de milho, não fiz um post, mas tem aqui no Casa Corpo e Cia.



Li um post que na verdade são 50 perguntas, que me fizeram pensar no curso que dei a minha vida. São perguntas reflexivas que reli ao longo da semana. Vou por algumas aqui, mas sugiro que você dê um click no link para ver todas.
                                                                     

                                                                                 *                                                                                                                                                      
. Quando tudo já está dito e feito, será que você disse mais do que fez?
                                       *                                
                                       
. Você está mais preocupado em fazer as coisas direito ou está fazendo as coisas certas?
*

. Qual a coisa que você não fez e que você realmente quer fazer? O que está prendendo você?
  *

. Você está se apegando a algo que precisa deixar ir?

 *


. Você é o tipo de amigo que quer como amigo? 
  *

. Se não for agora, então quando?
*


Todas as perguntas aqui.


Venha participar da nova blogagem coletiva semanal da Fernanda Reali, a #CurtiCompartilhei

Compartilhe com a gente alguma coisa que chamou sua atenção. Um livro, uma palestra, uma notícia, um post, um produto,um lugar, alguma coisa que você tenha feito.

Bora?


sábado, 13 de junho de 2015

Ler livros #CurtiCompartilhei 1

Minha irmã me indicou um site para ler livros online ou baixar em PDF, ePUB e mob. O http://lelivros.red/.  

São trinta e uma categorias de livros.

Adoreeeeei, pois conseguimos baixar alguns livros para o Lev do meu filho. O aparelho permite comprar livros do acervo digital da Saraiva. Mas usamos um programa para fazer a conversão dos livros baixados pelo site, o http://calibre-ebook.com/.

Curti muito essa dica da minha irmã e resolvi compartilhar.


Venha participar da nova blogagem coletiva semanal da Fernanda Reali, a #CurtiCompartilhei
Compartilhe com a gente alguma coisa que chamou sua atenção. Um livro, uma palestra, uma notícia, um produto,um lugar, alguma coisa que você tenha feito.
Bora?

terça-feira, 2 de junho de 2015

O que tu sabes do amanhã?

Eu não sei de nada, mas espero muitas coisas.

Eu não sei se estarei viva, mas espero que sim.

Eu não sei se vou ter saúde, mas espero que sim

Eu não sei se vou estar feliz, mas espero que sim

Eu não sei se vou conseguir fazer as minhas coisas, mas espero que sim

Eu não sei se...

Se eu não sei do meu amanhã, como saberei do próximo mês, do próximo ano?

Não costumo desejar que o mês acabe logo, nem pragueja-lo, pois não sei se o próximo será pior, e olha que pode sim.

Não costumo desejar que o ano acabe logo, não faço a mínima ideia de como será o próximo.

Não consigo viver assim.

Cada dia que se passa é menos um de vida e mais um que pesa na idade.

O que eu sei? Que não há garantia de que o amanhã será melhor ou pior, e nem de que haverá o amanhã.

Já pensou, eu desejar muito que esse mês passe logo por eu estar passando por um momento horrível (que nada tem a ver com data) e morro no mês seguinte? Cruz-credo. 

Os problemas não vão desaparecer por que o mês mudou, o ano mudou, ele vai desaparecer quando for resolvido, igual a uma expressão matemática. Quando você não sabia resolver uma equação, ela desaparecia na virada do mês? Nunca. Ou se resolve, ou se engaveta. Não precisa esperar dois, quatro, seis meses ou um ano para fazer isso.

Tanto se fala em aproveitar a vida, cada minuto, cada instante, mas como fazer isso pulando de mês em mês?

Deixo aqui um poema que acho tem a ver com o que escrevi:


O Relógio

"Diante de coisa tão doída
Conservemo-nos serenos

Cada minuto da vida
Nunca é mais, é sempre menos

Ser é apenas uma face
Do não ser, e não do ser

Desde o instante em que se nasce
Já se começa a morrer."


Cassiano Ricardo


  imagem